Sites Grátis no Comunidades.net
Ultimas Atualizações
A enrolação de Kalam  (19-11-2017)
A Palavra de Deus  (21-07-2017)
As Três Respostas  (24-05-2017)
Sua opinião
Que achou do material apresentado?
Excelente
Ótimo
Bom
Regular
Ruim
Ver Resultados




Partilhe este Site...


A chamada arqueologia bíblica já provou o que?
A chamada arqueologia bíblica já provou o que?

Ao crente sempre digo:

A Espanha existe, o Caminho de Santiago de Compostela também, e os peregrinos por lá caminham todos os dias, se hospedando nas estalagens a beira do caminho.

Tudo conforme foi narrado pelo autor do livro "O diário de um mago", o brasileiro Paulo Coelho, que também existe.

Por tudo isso ele é mago e faz chover quando quer, como afirmou?

Claro que não.

Qualquer pessoa sabe que é apenas uma ficção, um conto, cujo cenário e alguns personagens existem realmente, como o país, o caminho, o autor, etc.

Mas e o resto?

Pois bem, no que a bíblia é diferente?

Você gostaria de citar alguma coisa da bíblia que vá além disso?

Teria provas de algo?

Ou aceita como verdade o que ali está só porque o cenário existiu?

_____________________________________________________________________________

 

Para que tenhamos uma ideia de quanta bobagem é a chamada "arqueologia bíblica", compare a datação do Dilúvio calculada segundo a bíblia e a lista de Faraós egípcios.
Segundo a contagem baseada na bíblia o Dilúvio ocorreu em 2370 a.c.


Veja um exemplo do que dizem os religiosos clicando aqui.

 

Mas o que diz a história não religiosa, laica, baseada em arqueologia séria?
Pelo jeito os Faraós estavam se bronzeando tranquilamente enquanto o resto do mundo era assolado pelo Dilúvio, não é mesmo?


Veja a lista de Faraós e respectivas datas clicando aqui.

 

Se preferir, veja a lista de reis da Acádia clicando aqui.

 

Os "Doutores arqueólogos" crentes adoram falar de datas quando confirmam algum algum detalhe de sua história, mas juram que as datas estão completamente erradas quando a história os contradiz.
Mas o que aconteceu com o mundo poucos anos após o tal Diluvio onde tudo deveria ter sido destruído?


Saiba um pouco sobre o século 23 a.c. clicando aqui.

 

E parece que o Dilúvio também não afetou as cidades que existiam já naquela época, não é mesmo?


Veja uma lista das cidades mais antigas do mundo clicando aqui.

 

E se alguém quiser alguma descoberta recente para exemplificar melhor o que aqui foi dito, pode clicar aqui.

 

E o mais interessante é que o próprio Jesus acreditava no Dilúvio.
Para falar sobre o Dilúvio o Cristo se baseou em algum conhecimento divino ou em uma crença sem fundamento?


Veja o que Jesus disse em Mateus 24:37 clicando aqui.