Sites Grátis no Comunidades.net
Ultimas Atualizações
A enrolação de Kalam  (19-11-2017)
A Palavra de Deus  (21-07-2017)
As Três Respostas  (24-05-2017)
Sua opinião
Que achou do material apresentado?
Excelente
Ótimo
Bom
Regular
Ruim
Ver Resultados




Partilhe este Site...


A Palavra de Deus
A Palavra de Deus

Só seremos verdadeiramente livres na morte, na não existência.

 

Como é bom saber que um dia, na morte, teremos o descanso eterno.

Se não mais existirmos, nada perderemos, nada sofreremos, de nada e nem de ninguém dependeremos.

Como é bom saber que os males, as tristezas, as alegrias e prazeres, sempre dependentes de algo, terão seu fim.

Um dia seremos livres de tudo isso.

Esse seu Deus, que ilude, que nos escraviza e nos torna dependentes, também terá seu fim, morrerá para nós.

Qualquer entidade ou divindade, supostamente boa ou má, se apagará, passará a não mais existir.

Sem o mal, todo crente se imagina feliz adorando seu Deus, vivendo inebriado de felicidade, glória, prazeres, ou sei lá o que mais.

Mas não deixará de ser um ser dependente, como um escravo, um eterno escravo dependente da vontade de uma divindade.

Esse seu Deus, essa sua divindade, como qualquer outra, só oferece ilusões e mais ilusões.

Quanto a mim, só me importa o momento presente, que é o único momento em que podemos tentar fazer o bem a alguém.

Desejar fazer o bem as pessoas, baseado no suficiente princípio da igualdade, me basta, é tudo o que me importa.

Só podemos fazer isso no agora, no momento presente, pois o passado se foi, imutável, e o futuro não chegou.

O futuro, ao chegar, se tornará um novo momento presente.

Como será bom, um dia, não mais existir.

 

Até lá, até que chegue o fim, que todos nós vivamos felizes, com saúde e em paz.

É o que desejo a todas as pessoas.

_____________________________________________________________________________

 

Os links em laranja levam a vídeos ou informações complementares...

 

Os deuses

_____________________________________________________________________________

 

""O que mais gosto no cristianismo é ouvir de alguns crentes que por ser ateu eu serei morto por Deus no juízo final.

Imagine a felicidade de não mais ter que ouvir essas bobagens religiosas.
Imagine a felicidade que eu tenho em imaginar que dormirei eternamente deixando os puxa sacos do tal Deus o louvando pela eternidade.

Que fiquem com tudo, com a matéria, com a energia, com a felicidade, com o amor, com tudo o que quiserem!

Imagine a felicidade que é morrer não estando associado a esse Deus psicopata do cristianismo que, segundo alguns crentes, permitirá a tortura eterna dos que nele não creem.

Mas se eu não morrer, e for torturado pela eternidade, ficarei me perguntando porque ele destruiu o Diabo no juízo final e me manteve sendo torturado pela eternidade.
Serei pior do que o Diabo e merecerei a tortura eterna enquanto ele receberá a pena de morte?
Que gente confusa, que falta de lógica, que Deus confuso!

Que a vida me afaste desses malas!""

____________________________________________________________________

 

Muitos religiosos adoram falar sobre a teoria da evolução, mesmo sem conhecer o assunto.

Se provássemos que a teoria da evolução está errada, por acaso isso provaria a existência do pregado Deus?

Não!

Mas os religioso não entende isso, ou não quer entender, e fica tentando empurrar o seu proselitismo, esse papo de boteco, essa conversa vazia, que nada prova, nada esclarece, para nada serve.

É apenas mais um frustrado apelando para subjetividades.

Subjetividade:

"Subjetividade é algo que varia de acordo com o julgamento de cada pessoa, é um tema que cada indivíduo pode interpretar da sua maneira, que é subjetivo.

Subjetividade diz respeito ao sentimento de cada pessoa, sua opinião sobre determinado assunto.

Subjetividade é algo que muda de acordo com cada pessoa, por exemplo, gosto pessoal, cada um possui o seu, portanto é algo subjetivo. O tema subjetividade varia de acordo com os sentimentos e hábitos de cada um, é uma reação e opinião individual, não é passivo de discussão, uma vez que cada um dá valor para uma coisa específica.

A subjetividade é formada através das crenças e valores do indivíduo, com suas experiências e histórias de vida. O tema da subjetividade é bastante debatido e estudado em psicologia, como ela se forma, de onde vêm, e etc."

O religioso acuado sempre quer exigir provas, mas quando pedimos provas...

 

__________________________________________________________________________________________

 Bart Ehrman - O Novo Testamento é confiável?

 

Sendo a metade da bíblia um amontoado de histórias sem fundamento e a outra um livro de promessas "para amanhã ou depois", me permito tratá-la como uma novela horrível, um livro de auto ajuda fraquinho, um livro que deveria ser lido e esquecido na estante.

Suas regras são sagradas apenas para seus fiéis, e não precisam ser seguidas por quem não crê nelas.

Lembre-se que evangélicos não seguem, e nem são obrigados a seguir, regras de católicos ou de budistas, por exemplo.

O que é sagrado para um, não é para outro.

Nenhuma religião é dona da verdade, e nenhuma pode afirmar que a outra é falsa só porque tem uma interpretação diferente da bíblia.

Afinal, se nenhuma consegue provar o que afirma, são todas iguais, não é mesmo?

 

Pode o Jesus histórico ter sido um mero mortal?

____________________________________________________________________

Como é fácil perder horas falando sobre coisas quando as pessoas não pedem provas, não é mesmo?

Para falar sobre um Deus, não seria necessário primeiro provar a existência dele?

Se for pra se basear em fé, qualquer hipótese religiosa terá o mesmo valor.

Todo religioso tem fé.

Todo religioso customiza seus Deus como prefere.

E fé não é prova de nada, senão teríamos um "empate religioso".

____________________________________________________________________

 

Por isso, ao crente sempre digo:

A Espanha existe, o Caminho de Santiago de Compostela também, e os peregrinos por lá caminham todos os dias, se hospedando nas estalagens a beira do caminho.

Tudo conforme foi narrado pelo autor do livro "O diário de um mago", o brasileiro Paulo Coelho, que também existe.

Por tudo isso ele é mago e faz chover quando quer, como afirmou?

Claro que não.

Qualquer pessoa sabe que é apenas uma ficção, um conto, cujo cenário e alguns personagens existem realmente, como o país, o caminho, o autor, etc.

Mas e o resto?

Pois bem, no que a bíblia é diferente?

Você gostaria de citar alguma coisa da bíblia que vá além disso?

Teria provas de algo?

Ou aceita como verdade o que ali está só porque o cenário existiu?

_____________________________________________________________________________

 

Para que tenhamos uma ideia de quanta bobagem é a chamada "arqueologia bíblica", compare a datação do Dilúvio calculada segundo a bíblia e a lista de Faraós egípcios.
Segundo a contagem baseada na bíblia o Dilúvio ocorreu em 2370 a.c.


Veja um exemplo do que dizem os religiosos clicando aqui.

 

Mas o que diz a história não religiosa, laica, baseada em arqueologia séria?
Pelo jeito os Faraós estavam se bronzeando tranquilamente enquanto o resto do mundo era assolado pelo Dilúvio, não é mesmo?


Veja a lista de Faraós e respectivas datas clicando aqui.

 

Se preferir, veja a lista de reis da Acádia clicando aqui.

 

Os "Doutores arqueólogos" crentes adoram falar de datas quando confirmam algum algum detalhe de sua história, mas juram que as datas estão completamente erradas quando a história os contradiz.
Mas o que aconteceu com o mundo poucos anos após o tal Diluvio onde tudo deveria ter sido destruído?


Saiba um pouco sobre o século 23 a.c. clicando aqui.

 

E parece que o Dilúvio também não afetou as cidades que existiam já naquela época, não é mesmo?


Veja uma lista das cidades mais antigas do mundo clicando aqui.

 

E se alguém quiser alguma descoberta recente para exemplificar melhor o que aqui foi dito, pode clicar aqui.

 

E o mais interessante é que o próprio Jesus acreditava no Dilúvio.
Para falar sobre o Dilúvio o Cristo se baseou em algum conhecimento divino ou em uma crença sem fundamento?


Veja o que Jesus disse em Mateus 24:37 clicando aqui.

_____________________________________________________________________________

 

Bombeiros e policiais em todo o mundo se arriscam para salvar pessoas.

Muitas vezes mesmo sem saber se são pessoas boas ou ruins as que precisam do socorro, eles arriscam tudo.
Eles arriscam suas vidas pelo bem do próximo.

 

Um certo bombeiro era ateu, não acreditava em Deus.
Muitos bombeiros são ateus.


Um dia ele morreu tentando salvar um bebê preso em um incêndio.
Um homem desse, que tem tudo a perder, deixou família, tudo o que amava, para tentar salvar um filho de uma pessoa que ele nem conhecia.
Fez isso sem crer em Deus, sem a esperança de uma vida futura, sem esperança de receber uma recompensa por isso.
Fez por achar que era o certo a fazer.


Se um homem faz isso por um só humano que ele nem conhecia, o que ele faria pela humanidade?


Por que Jesus se doando pela humanidade é melhor que esse bombeiro?
Por que um é louvado como santo e o outro não?
Se esse bombeiro se sacrificou por um, não se sacrificaria também por toda a humanidade?


Qualquer humano em sã consciência daria sua vida para salvar a humanidade.

 

Você não?

 

Claro que para o religioso, só seu Deus é "o cara", afinal o preço do couro santo vale mais que o do mero humano, não é mesmo?

_____________________________________________________________________________

 

E que ensinamento você encontrou na bíblia que supere o mero bom senso humano?

Tem algum ensinamento na bíblia que comprovadamente precisaria ter vindo de um deus, pois nenhum homem seria capaz de pensá-lo sozinho?

Tem algum ensinamento original, que nenhuma outra religião jamais declarou, mesmo cultuando um outro deus qualquer?

Devo aceitar tudo por fé?

Fé até terrorista tem, não é mesmo?

Então ela não é prova de nada.

Se não pensa assim, por que tua fé seria verdade e a do terrorista não?

Qual a diferença entre as duas?

Eu nunca precisei de ensinamentos do Jesus ou do Deus bíblico porque tenho um cérebro e um coração, ou seja, capacidade de pensar sozinho e compaixão pelo próximo.


Ateus e pessoas de outras culturas também tem bons valores sem ter que ler a bíblia.


Se os teus valores são apenas os "da bíblia e do Deus cristão", só posso sugerir que não se limite e vá ler outros livros também.

_____________________________________________________________________________

 

Um bebê é estuprado por um monstro pedófilo.

Isso acontece na vida real, e é uma coisa absurdamente cruel, um crime hediondo.

Nem preciso dizer o quanto isso é repugnante e desumano.

Mas o que Deus e Jesus ficam fazendo enquanto o estupro acontece?

Qualquer pessoa em sã consciência, e acredito que até mesmo um criminoso como um Marcola ou um Beira Mar, arriscaria a própria vida para interromper esse ato desumano.

Mas e o Deus que tudo vê, tudo sabe e tudo pode, o que faz?

E o filho dele?

Ficam apenas olhando?

Punir o criminoso depois até a nossa falha Justiça humana faz.

Para a vítima não interessa se o criminoso vai para a cadeia, forca ou inferno, o que ela quer é ser salva.

Se isso faz parte de um plano de um Deus, não salvar o bebê, é uma obscena e doentia prevaricação!

Um Deus que cura seus fiéis de coceira a câncer, segundo eles juram acontecer, tem o poder de parar um ato tão terrível, não tem?

Nada fazer para salvar um pobre bebê é um ato tão desumano, cruel e digno de um psicopata, que não pode ser tolerado, devendo ser punido.

Que deus é esse que nada faz mesmo tendo poderes para tanto?

Como o deus não é capaz de ter dignidade suficiente para impedir ou interromper um ataque de um pedófilo a um pobre bebê, por que devo louvá-lo?

Eis aí um personagem fictício que é uma mostra da estupidez humana.

Seus ensinamentos são simplórios, alguns tolos, outros absurdos.

Um personagem fictício que não merece louvor algum.

_____________________________________________________________________________

 

Um escravo negro era arrancado de sua terra natal, trazido em um barco fétido, passava fome, ficava fraco e doente, era chicoteado, era vendido como um objeto, marcado a ferro, era amarrado a um tronco por dias, sofria ameaças de morte, jamais podia expressar sua opinião ou sua dor, via sua família e amigos serem escravizados, serem torturados ou mesmo assassinados.

E sabia que se fugisse sozinho sua família ficaria para trás, podendo ser punida com torturas e mutilações.

E cristo?

Viu sua mãe ser torturada ou estuprada?

Foi marcado a ferro?

Viu sua família sendo assassinada?

Algum filho dele foi chicoteado na sua frente?

Ele foi escravizado?

Por quantos dias ele sofreu após ser preso até ser morto?

Ele morreu?

Morreu mas está vivo?

Me desculpem, mas o que sofreu o chamado Jesus comparado a um pobre escravo negro em terras brasileiras na época da escravidão?

_____________________________________________________________________________

 

E que passagem absurda é esta?

Deus matando crianças??

Êxodo 12

"1 E falou o Senhor a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:
2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.
3 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
...

12 E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor.
13 E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito".

Para fazer um Faraó mudar de ideia esse Deus mata crianças?

E matou até filhos das vítimas, não só do "inimigo opressor.

E por que primogênitos foram escolhidos para morrer?

Se você não acha isso absurdo e obsceno, sinto muito por você.

______________________________________________________________________________

 

E o que Deus faz quando perdoa o pecador?

Mesmo perdoando, mata o filho de quem foi perdoado?

2 Samuel 12

"13 Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o Senhor perdoou o teu pecado; não morrerás.
14 Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do Senhor blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá.
15 Então Natã foi para sua casa; e o Senhor feriu a criança que a mulher de Urias dera a Davi, e adoeceu gravemente.
...

18 E sucedeu que ao sétimo dia morreu a criança...".

E a pobre criança morreu após 7 dias.

Que perdão é este?

Não mata o pecador, perdoa, mas mata o filho dele?

Toda a bíblia reforça a necessidade de adorar o Deus, não importando o que acontece com seres humanos e animais envolvidos na história.

O ser humano parece apenas um playmobil, um bonequinho, um brinquedo, um objeto.

Como o ser humano pode cultuar um Deus capaz disso?

Me desculpe, mas esse Deus eu não posso perdoar.

Considero esse assassinato um crime absurdo, obsceno, monstruoso.

Para mim é um Deus indigno de louvor.

______________________________________________________________________________

 

Se o Deus cristão é ofendido, não deve ser ele quem deve punir o ofensor?


Muitas pessoas ofendem e tempos depois pedem perdão, e segundo os próprios fieis quem ofende pode ser perdoado, basta que para isso o arrependimento seja sincero.


Mas o cristão quer tomar o lugar do seu Deus e punir JÁ, não depois.


Por isso ele ofende, briga, incita a violência e, às vezes, até mata.


O cristão que quer punição JÁ, ou não acredita no próprio Deus ou não quer que o ofensor tenha a oportunidade de se arrepender mais tarde.


Será que o cristão não acredita no julgamento de Deus?


Então o cristão tem o direito de vingar a ofensa já, tirando a chance da pessoa pedir perdão no futuro?

 

Será esse cristão um vidente que sabe o que o ofensor fará no futuro?


Que beleza de cristão é esse que quer tomar para si o direito de julgar e condenar, que deveria ser exclusividade do Deus cristão?

 

Assim, além do "Estado Islâmico", temos também o "Estado Cristão".

_____________________________________________________________________________

 

E o chamado Deus ainda:

1)Matava e mandava matar crianças e mulheres,

2)exigia a mutilação de crianças(circuncisão),

3)feriu e matou um bebê para punir seu pai(filho de davi),

4)incitava a guerra entre humanos,

5)mandava capturar meninas virgens como espólio de guerra,

6)permitia que garotas virgens fossem entregues a estupradores no lugar de anjos,

7)aceitava sacrifício humano(Jesus morreu assim),

8)aceitava sacrifício de animais,

9)praticou genocídio(Dilúvio),

10)voltará a praticar genocídio(Apocalipse)

11)aceita a tortura eterna(Jesus confirma o inferno na bíblia),

12)não impede um crime(exemplo do estupro do bebê),

13)permitia a escravidão e,

14)como um ditador não permite nem que você pense diferente, mesmo dizendo que você tem um livre arbítrio(Ateus pensam diferente e irão ao inferno!).

Isso é tudo vergonhoso para qualquer humano não hipnotizado pela religião.

Eu não posso aceitar tortura, não aceito genocídio, não aceito ditaduras totalitárias, não aceito que alguém não tente impedir um crime hediondo, e principalmente não aceito sacrifícios humanos.

Não cabe em minha mente e em meu coração, só um ser absurdo e desumano poderia ser frio para aceitar algo assim.

Um crime sempre será um crime, mesmo que o criminoso pague por ele.

Nada pode apagar a responsabilidade pelo crime.

Nada apagará o crime.

Não é porque um criminoso ficou 30 anos preso que esqueceremos que ele um dia tirou a vida de um inocente num assalto.

Alguém até pode se oferecer para pagar a pena no lugar do criminoso, mas este alguém não se tornará um santo por isso e nem o crime estará pago.

Sempre existirá a vítima, o crime e a responsabilidade por ele.

E se o criminoso foi preso e condenado pela Justiça humana, será julgado novamente por deus?

Será punido duas vezes pelo mesmo crime?

É justo isso?

Ou o criminoso já terá sido punido e o crime perdoado por Deus?

Pelo que então morreu o filho do deus cristão?

A quem pagou pelos supostos pecados da humanidade?

Que Deus vil é esse que aceita o sangue de um inocente como expiação por crimes cometidos por outras pessoas?

E se ele, Jesus, é o próprio deus, que sacrifício absurdo foi esse que ele forjou para nos salvar dele mesmo?

_____________________________________________________________________________

 

E se o Deus e Jesus são a mesma coisa como dizem alguns fiéis, então foi ele que matou e mandou matar crianças como narrado no Velho Testamento?

Foi ele quem matou os primogênitos no Egito?

Ele que feriu de morte o filho do Davi com a Batseba?

Ele que mandou pegar meninas virgens como espólio de guerra?

Ele que gostava dos sacrifícios de animais como narrado no Levítico?

Ele que mais tarde viria pregar amor, nos julgará no fim dos tempos?

 Dizem que não estou entendo o contexto, mas em que contexto matar mulheres grávidas e crianças é justificável?

 Pessoas tem sentimentos, pessoas ficam doentes, pessoas sofrem física e psicologicamente, pessoas morrem.

Por que então devo me preocupar com um deus?

Enquanto existir fome, miséria, sofrimento, é com as pessoas que devemos nos preocupar, é delas que devemos cuidar?

Estes deuses são seres fictícios, que não merecem minha atenção.

A bíblia ensina uma filosofia vazia, tola, absurda, muitas vezes obscena.

Mas seus fiéis seguidores costumam deturpar e mentir para tentar justificar esses crimes contra a humanidade, cometidos ou tolerados pelo seu Deus.

Por coisas assim nada quero com a religião.

_____________________________________________________________________________

 

E você já notou que um cristão é apenas um bibiólatra?

Peça que ele fale sobre o deus dele sem citar a bíblia e descobrirá que ele não terá quase nada a dizer.

Se é que terá algo a dizer.

Ele a todo momento buscará "provas" e "fatos" sobre o que afirma... na bíblia.

Mas a bíblia só seria sagrada se um deus existisse, não é mesmo?

Todo crente se perde em argumentos circulares.

"Deus existe, a bíblia sagrada é a prova"... "A bíblia é sagrada, pois é a palavra de Deus".

Assim segue o crente, arrotando soberbo as suas historinhas como se fossem verdades universais e perfeitas.

Incrivelmente ainda tem a coragem de chamar os ateus de orgulhosos, esquecendo que são eles que afirmam ter as respostas para os problemas do mundo, afirmam saber que o deus existe, afirmam saber o que ele quer e, ainda por cima, juram ter experiências com o tal Deus.

 

Se você quiser comentar, sugerir, acrescentar, criticar, me corrigir ou ensinar algo sobre o assunto acima, por favor, clique no link abaixo e me envie um email.

Desde já eu agradeço.

Contato